Por que alguns graduados em Gestão de Serviços Jurídicos não conseguem abater disciplinas no curso de Direito?

Sabemos que muitas pessoas sonham em se tornarem bacharéis em Direito, porém, por não terem condições financeiras, acabam optando pela graduação de nível tecnólogo em Gestão de Serviços Jurídicos e Notariais apenas para que, no futuro, depois de estarem graduadas e em uma melhor situação financeira, consigam abater disciplinas no tão sonhado curso de Direito.

Embora centenas de alunos graduados em SJN tenham conseguido esse abatimento, boa parte não obtém sucesso ao tentar acessar esse benefício.

Afinal, por que isso acontece?

O MEC aprova essa prática?

De acordo com o ministério da educação (MEC): Art. 47 § 2º Os alunos que tenham extraordinário aproveitamento nos estudos, demonstrado por meio de provas e outros instrumentos de avaliação específicos, aplicados por banca examinadora especial, poderão ter abreviada a duração dos seus cursos, de acordo com as normas dos sistemas de ensino.

Portanto, sim! O MEC autoriza. Contudo, para conseguir esse aproveitamento de disciplinas, alguns requisitos precisam ser observados, são eles:

  • Similaridade entre as grades – O aproveitamento de estudos implica no reconhecimento da equidade de disciplinas cursadas em instituições de ensino superior, com a disciplina em que o aluno pretende cursar, ou seja, as modalidades têm que conversar entre si para ser possível considerar o aproveitamento.
  • Carga horária – As disciplinas anteriores têm que possuir carga horária igual ou superior às que serão cursadas. Se for inferior não se encaixa e o aluno terá que cursar novamente toda a matéria, mesmo que já tenha realizado esse estudo.
  • Média – Um requisito importante é que as matérias precisam ter sido concluídas com uma nota apropriada, ou seja, acima da média.
  • Frequência – É necessário que você tenha sido frequente no seu curso anterior para que possa solicitar o aproveitamento de matérias.

Então, por qual motivo alguns graduados em Gestão de Serviços Jurídicos não conseguem esse aproveitamento na graduação em Direito?

As pessoas costumam escolher a graduação em Gestão de Serviços Jurídicos por causa da óbvia referência ao ramo jurídico e pela sua grade de ensino semelhante ao curso de Direito. Porém, o que poucos sabem é que essa graduação não é do ramo jurídico, mas sim do campo da administração. Por esse motivo, existe uma grande confusão que acaba criando uma divergência entre as instituições de ensino ao montarem a grade de ensino para essa graduação.

Algumas faculdades oferecem a graduação em Gestão de Serviços Jurídicos e Notariais com uma grade de aproximadamente 100% de disciplinas de Direito, porém, outras instituições oferecem uma grade híbrida, com disciplinas de Gestão, Administração, Direito e Cartórios.

O pulo do gato…

É no momento da escolha da faculdade que aqueles que desejam se formar em Gestão de Serviços Jurídicos com o intuito de conseguir aproveitamento de disciplinas em Direito cometem o erro fatal. Como foi dito acima, um dos requisitos fundamentais para pedir esse “abatimento” é a similaridade das grades de ensino entre a graduação em Gestão de Serviços Jurídicos e a de Direito.

Ocorre que algumas pessoas se matriculam em faculdades que oferecem a grade de ensino com disciplinas voltadas ao campo da administração, sem se atentarem que, no futuro, quando forem se matricular no bacharelado em Direito, não conseguirão o aproveitamento das disciplinas pelo simples fato de não haver a similaridade entre as grades. Compreenderam?

Portanto, se o seu objetivo com a graduação em Gestão de Serviços Jurídicos e Notariais for conseguir, após se formar, aproveitamento de disciplinas na graduação em Direito, você precisa escolher uma faculdade que ofereça uma grade com disciplinas voltadas ao DIREITO. O correto é – antes de se matricular – comparar as grades dos cursos de Direito e de Serviços Jurídicos para ter a certeza de que existem disciplinas iguais e que seus conteúdos batem, caso contrário, você irá amargar uma grande frustração no futuro.

É possível abater quantos semestres?

Isso depende. Como foi dito, dependerá da similaridade da grade de Serviços Jurídicos da faculdade que você escolheu, com a grade de Direito. Há relatos de graduados em SJN que conseguiram abater 4 semestres na graduação em Direito, porém, não se trata da maioria.

E você? Qual é o seu objetivo se graduando em Gestão de Serviços Jurídicos? Deixa aqui nos comentários.

Publicado por Portal Paralegal

Somos a primeira – e maior – comunidade a gerar conteúdos sobre a profissão Paralegal no Brasil.

2 comentários em “Por que alguns graduados em Gestão de Serviços Jurídicos não conseguem abater disciplinas no curso de Direito?

  1. Gostei dessa explicação. Porque mim matriculei na Unip pra cursar serviço jurídicos e notoriais, mais depois pretendo cursar direito com o aproveitamento das matérias cursada em serviço jurídicos e notoriais, mais na verdade gostaria de cursar na Uninter porque achei mais em conta o valor, a grade curricular da Unip muito boa. Mais bem mais cara, mais agora já estou matriculada lá .

    Curtir

  2. Explicação muito boa.
    Nós, formados em SJN, temos que sempre estar atento a essas situações.
    Eu, por exemplo, pretendo fazer Direito, quando estiver numa condição melhor.
    Acredito que se houvesse mais blogs como este aqui, para explicar os pormenores seria melhor.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: